«Querido leitor, escrevo-te da Montanha, do sítio onde medram as raízes deste blogue»

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Memorial a Miguel Torga


(…) «Reclinada molemente na sua verdejante colina, como odalisca em seus aposentos, está a sábia Coimbra, a Lusa Atenas. Beija-lhe os pés, segredando-lhe de amor, o saudoso Mondego.» (…)

(Pequeno excerto de um texto intitulado “Coimbra”, retirado da obra “Portugal”, do poeta/escritor Miguel Torga)


Memorial a Miguel Torga, Coimbra, 23 de Agosto de 2014


Coimbra, 1 de Novembro de 1983

“Memória”

De todos os cilícios, um, apenas,
Me foi grato sofrer:
 Cinquenta anos de desassossego
A ver correr,
Serenas,
As águas do Mondego.

Miguel Torga


Nenhum comentário: