«Querido leitor, escrevo-te da Montanha, do sítio onde medram as raízes deste blogue»

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

"Não Deixe os Lobos sem Abrigo"

 



A Campanha “Não Deixe os Lobos sem Abrigo” foi apresentada oficialmente no dia 25 de Julho de 2012. Foi divulgada pela primeira vez através do Naturfunding, uma iniciativa internacional de crowdfunding ambiental, lançada no mesmo dia e resultante de uma parceria estabelecida entre o portal ambiental português Naturlink e a plataforma norte-americana Indiegogo.
Após um ano de iniciativas diversas, através deste e de outros canais, foram reunidos 61% do valor total necessário para a compra dos 17 hectares de terreno onde o Grupo Lobo desenvolve o projecto Centro de Recuperação do Lobo Ibérico (CRLI).
O Grupo Lobo agradece o empenho, dedicação e entusiasmo de todos os que nos têm apoiado e contribuído para alcançar este objectivo. De entre as várias actividades realizadas, algumas delas continuam a decorrer, nomeadamente o número de telefone solidário 760 450 044 (custo da chamada 0,60€ + IVA).
Sem o apoio de todos os que acreditam nesta causa e no trabalho que desenvolvemos em prol do lobo, nada disto teria acontecido e projectos como o CRLI, entre outros, não seriam por certo possíveis. O lobo ibérico estaria, em Portugal mais perto da extinção.
Obrigado a todos. Não vamos desistir do lobo.                 
Fonte: http://lobo.fc.ul.pt/
 

"Há palermas que passam as tardes de Domingo em frente da televisão a assistir a uma merda de programa cujo contágio alastrou-se a praticamente todos os canais ditos generalistas. Durante o tempo em que o programa está no ar, os apresentadores insistem para aqueles que estão em casa liguem uma, se possível mais vezes, para ganharem uma certa quantia em dinheiro, ou então para adquirirem a nova versão do mais recente automóvel desportivo. E os palermas ligam… ligam… ligam… E quantos é que já ganharam de facto alguma coisa? Poucos, muito poucos.
E o que é que nós ganhamos em ligar para o 760 450 044? Nada, absolutamente nada, pelo menos em termos materiais. Mas a chamada é feita em nome de uma causa maior, em algo que vale muito mais que um simples amontoado de ferros retorcidos. Ganhamos a pura consciência cívica de termos ajudado a tornar este mundo um lugar melhor,  tentando restituir o seu equilíbrio perdido. É que antes do automóvel e do papel, os lobos já faziam parte do mundo natural, há quem afirme inclusive que eles já cá andavam antes da chegada do ser humano…"
Pedro Durães
 

Nenhum comentário: